ELIMINANDO "BLOQUEIOS" ATRAVÉS DA LINGUAGEM

ELIMINANDO "BLOQUEIOS" ATRAVÉS DA LINGUAGEM
(Hipnose Conversacional)

Hipnose Conversaciona
Terapeuta: Então Fernando, me fala um pouco sobre você. (A ideia aqui é observar para estabelecer Rapport, enquanto o paciente fala sobre si mesmo).

Paciente: Faz dois anos que tenho um problema, não sei o que é, mas isso me impede de mudar sabe... Quando tento fazer uma mudança na minha vida, ela não se concretiza. Por um lado eu quero mudar, mas tem algo que me impede... (A medida que o Paciente fala sobre seu problema, ele diminui o ritmo da voz, desacelera a respiração, fica cabisbaixo, ombros caídos...).

Terapeuta: Entendi. Você me disse que tem uma parte de você que te impede de mudar e isso está te “travando”de alguma forma. (O Terapeuta harmoniza os movimentos, espelhando o Paciente, como que numa dança... Enquanto faz isso, ele se utiliza do Pacing Descritivo para demonstrar que está ouvindo atentamente, reafirmando o Rapport).

Paciente: É exatamente isso. 

Terapeuta: Já que a “parte” que não quer mudar é parte de você, talvez ela tenha uma intenção positiva. É provável que ela queira te proteger de alguma forma. E se essa parte tivesse uma intenção positiva, qual seria? (Identificando o problema de Fernando, o Terapeuta opta por fazer uma intervenção – Integração de Partes Conflitantes – e, se utilizando das perguntas de direcionamento, ele cria possibilidades e ao mesmo tempo, direciona a mente do cliente para a intenção positiva daquela “parte”).

Paciente: Acho que ela não quer que eu fique magoado. No passado, decidi fazer uma mudança radical, abandonei minha profissão de fisioterapeuta e escolhi ser arquiteto. Acredito que eu não estava preparado pra isso. Eu fui a falência em pouco tempo. Ainda estou me recuperando... (Ao contar a intensão positiva daquela parte, Fernando fica mais calmo. Como se tivesse obtido uma resposta valiosa).

Terapeuta: Ela não quer que eu fique magoado... Compreendo perfeitamente... E a outra “parte”, que quer mudar, qual seria a intenção positiva dela? (Novamente usando o Pacing Descritivo, o Terapeuta demonstra Rapport, enquanto conhece a intensão da outra “parte” do Cliente).

Paciente: Acredito que ela queira que eu mude de vida rápido, que eu tenha coragem de tentar de novo... Essa parte acredita em mim... 

Terapeuta: E se essas “partes” concordassem em algo sobre você, em que elas concordariam? (Através da linguagem de direcionamento, o Terapeuta CRIA a possibilidade de um acordo entre as “partes” do Cliente).

Paciente: De alguma forma, acho que ambas querem que eu seja feliz e tenha equilíbrio. 

Terapeuta: E se você fizer pequenas mudanças, você ficaria mais feliz e teria mais equilíbrio? (Já colocando como possibilidade a integração/acordo entre as partes).

Paciente: Sim, acredito que sim.

Terapeuta: E por que isso é importante para você? (Através do ‘Por Que’, o Terapeuta REFORÇA os benefícios do acordo entre as partes).

Paciente: Aí posso começar a mudar minha vida e alcançar meus objetivos, mesmo que aos poucos. É isso que eu quero. 

Terapeuta: AINDA SOBROU alguma objeção das suas partes quanto a esse acordo, de fazer pequenas mudanças? (Neste instante, o Terapeuta reafirma o acordo, reforçando ainda mais a proposta das pequenas mudanças).

Paciente: Acredito que não. 

Terapeuta: E como você vai fazer esses pequenas mudanças, começando de hoje? (Construindo um novo ‘processo’ através da linguagem de direcionamento).

 

Hipnose Conversacional

Autor - Luiz Souza Junior