O Ato de Tocar ( Kinar)

 

O Ato de Tocar

Eu sei que muitas vezes o ato de Kinar (tocar) pode parecer não natural e muitas pessoas sentem-se desconfortáveis com tal coisa, mas uma coisa que devemos entender é: O toque é a manifestação mais natural no relacionamento entre indivíduos.


A pele é, em grande medida, o sistema de órgãos mais importantes do corpo. O ser humano pode passar sua vida toda cego, surdo e completamente desprovido dos sentidos do olfato e do paladar, mas não poderá sobreviver de modo algum sem as funções desempenhadas pela pele... - In Tocar o significado humano da pele, Ashley Montagu.



Desde o início na nossa vida, o ato de tocar é um comportamento que contém elementos fundamentais para o desenvolvimento do ser humano, desde a vida intra-uterina, proporcionando bem estar físico, emocional e social, levando-o a formação de uma personalidade terna e amorosa.

Historicamente, nos idos de 1900, constatou-se que diversos recém nascidos morriam em seus primeiros meses de vida, geralmente de marasmum, (do grego: definhar). Em pesquisas realizadas após a Segunda guerra mundial, ficou evidente que a causa do marasmo estava relacionada à falta de amor e no tocar as crianças. Nós humanos somos dotados de visão, audição, e outros sentidos, que nada mais são do que toques a distância, porém é o toque físico que evidencia todos os outros estímulos como reais, é o que dá existência ás coisas.

Aquela velha história de não segurar um bebê no colo para não deixar a criança manhosa, já foi provada altamente maléfica. Quanto mais contato a criança tiver, com aconchego e carinho mais segura ela será e mais se desenvolverá.

Agora você pode estar pensando: Tá, mas eu sou um PUA, quero comer as menininhas, que diabos eu vou querer saber de crianças mimadinhas que não foram tocadas com amor? E o Kiko?

Simples meu amigão, como em todos os livros de PUA que você já deve ter lido, o contato é importante para você estabelecer conexão física, etc etc... Mas isso é o óbvio, o lance verdadeiro é que quando você toca alguém, mais do que se conectando, você está se mostrando presente, está se mostrando seguro e confiante, está transformando a tua presença em algo real e factível. Você está trazendo as pessoas para sua realidade, de modo que você se torna a referência; não que isso seja algo óbvio mas simplesmente acontece.

Em uma pesquisa com um grupo de 39 mulheres, 21 usaram o sexo para provocar em algum homem a conduta de abraçá-las. Como se expressou uma das mulheres ao descrever seu desejo de ser abraçada, “é como uma espécie de dor. Não é a mesma coisa que desejar a presença de alguém que não está lá, numa forma de anseio emocional; é uma sensação física”. Para elas era claro que o sexo era o preço a ser pago para terem momentos de aconchego e contato reconfortante...

...Numa coluna de jornal que tem aproximadamente 70 milhões de leitores de todos os segmentos da sociedade, foi pedido que respondessem a seguinte questão: “Você se contentaria em ser bem abraçado(a) e tratado(a) com ternura, esquecendo-se do ato?” Responda sim ou não. Em quatro dias mais de 100.000 respostas começaram a chover, 72% disseram que sim, desses 40% tinham menos que 40 anos de idade... - In Tocar o significado humano da pele, Ashley Montagu



Tem uma frase que li dia desses, e que putamerdamente significou demais:
"Falar é superficial, por mais profunda que seja a fala. Tocar é o mais profundo, por mais superficial que seja o toque..."

Então esbanje e abuse dos contatos físicos, eles mostram proximidade e afeição, e criam intimismo, te possibilitando chegar aos teus objetivos.