O PRINCÍPIO DO EMPODERAMENTO PESSOAL

VAMOS FALAR SOBRE UM PROBLEMA QUE AFETA MUITAS PESSOAS...

Hipnose Conversacional


Você sabe a diferença entre preço e valor?

"Preço é o que você paga . Valor é o que você leva". (Warren Buffet)

Um curso de PNL (Practitioner) pode custar entre R$ 4.500 e R$ 5.500 enquanto um curso de Hipnose pode variar entre R$ 1.000 e R$ 3.500 em média. Mas alguém pode dizer que está caro. Nós compramos as coisas quando o VALOR PERCEBIDO (benefício) é maior do que o preço a ser pago. Se você percebe muito valor em um curso de PNL ou Hipnose, certamente vai pagar o preço correspondente. 

"Caro" é um conceito abstrato e relativo. É caro pra alguém que ganha R$ 1.200? Pode ser. É caro para alguém que ganha R$ 20.000? Certamente não é.

O PRINCÍPIO DO EMPODERAMENTO PESSOAL

Quando comecei a mudar o MINDSET em relação aos resultados da minha vida, inclusive financeiramente, precisei admitir que: "Todos os meus resultados, sejam eles bons ou ruins, são minha responsabilidade."

Nós somos responsáveis pelo quanto ganhamos, pelos nossos relacionamentos, por tudo o que acontece em nossa vida, consciente ou inconscientemente. 

E um belo dia comecei a dar ouvidos a voz interior que me dizia que "A PESSOA que coloca o preço em um curso não é responsável pelo quanto eu ganho, eu preciso assumir a responsabilidade."

Não estou discutindo o fato de um curso ser bom ou não. Se ele tem credibilidade ou não. Se o profissional ensina ou não.

Só depois que assumi o controle dos meus resultados, pude avançar! 

Não vou esperar a Dilma melhorar a saúde. Vou contratar o melhor plano de saúde.

Não vou esperar meu chefe me dar um aumento, vou aprender a Empreender e ter a minha própria empresa.

Não vou esperar que novos amigos venham até mim, vou melhorar minhas habilidades de relacionamento.

"Para começar, pare de falar e comece a fazer. " (Walt Disney)

Confesso que quando ouvi isto pela primeira vez, eu não tinha um real e cinquenta centavos para pagar a passagem de ônibus. Minhas mãos começaram a tremer e meus olhos se encheram de lágrimas. Chorei. Eu acreditava que meus resultados eram culpa do mercado de trabalho, do Governo, dos meus familiares. E foi esta mentalidade sobre assumir as responsabilidades que salvou minha vida.

Vitimização nunca mais!